/
  • Immediate download of 2-track album in your choice of high-quality MP3, FLAC, or just about any other format you could possibly desire.

     

1.
2.

about

Segundo registro sonoro oficial

credits

released 17 February 2014

Produção: Os Últimos Românticos da Rua Augusta
Gravado no Bugrada Records em São Paulo
Mixado por Guilherme Almeida

Participação especial de Gabriel Guedes

Veja o clipe de Enquanto o coração te fode:
www.youtube.com/watch?v=I8K1dje4JEI

Veja o clipe de Cão sem dono:
www.youtube.com/watch?v=XQxbPwf89S4

tags

license

all rights reserved

feeds

feeds for this album, this artist

about

Os Últimos Românticos da Rua Augusta São Paulo, Brazil

Formada um pouco depois do fim do mundo, em São Paulo, por não-paulistanos, Os Últimos Românticos da Rua Augusta são nômades. Mergulham num mundo das canções em coro, com refrões envenenados, que transitam no que eles mesmos rotulam de "Folk-punk-jazz de apartamento" ... more

contact / help

Contact Os Últimos Românticos da Rua Augusta

Download help

Track Name: Enquanto o coração te fode
Você precisa de um café, pra acordar
Você precisa de uma casa pra fugir
Você tem tantos anos em tão pouco tempo
Você tem pouco tempo com você

Um cachorro para ter mais controle, sobre quem a ama
Um romance que não seja apenas janta, vinho, filme e cama
Um veneno pra matar a saudade
Quando ela transborda em forma de lágrimas
Enquanto o coração te fode

Você precisa de um descanso, um sofá
Você precisa de um telhado pra se proteger
Você tem tantas dúvidas, e por ques
Você precisa de um bourbon, pra latir

Um cachorro para ter mais controle, sobre quem a ama
Um romance que não seja apenas janta, vinho, filme e cama
Um veneno pra matar a saudade
Quando ela transborda em forma de lágrimas
Enquanto o coração te fode

Em forma de lágrimas enquanto o coração te fode
Track Name: Cão sem dono
Dentro de um relógio quebrado
Esparramo vinho gelado aos cães sem donos
Eu prefiro ir andando
Tumultuando com os cães sem dono

Pois sou um cão sem dono também
Junto dançamos engolindo a noite
Pois tudo é possível em sonhos
Dançamos engolindo as luzes da cidade
Desfilando na insanidade

O rum é servido forte
Em pequenas doses aos cães sem donos
Em um trem todo fudido
Ofereço abrigo aos cães sem dono

Pois sou um cão sem dono também
Junto cantamos as canções tradicionais
E os pelos negros dançam aos urubus
Dançamos e brindamos a quem nos lembrava
Que jamais voltaremos para casa